top of page

Cimed avança na compra da Jequiti — e quer 100% da empresa de cosméticos


Cimed quer entrar nas categorias de perfumes e maquiagem ainda este ano e conta com a aquisição da empresa do Grupo Silvio Santos para isso




As negociações entre a indústria farmacêutica Cimed e o Grupo Silvio Santos para aquisição da Jequiti Cosméticos avançaram na última semana. Segundo fontes a par da negociação, a compra só será concluída se a Cimed conseguir o controle de 100% da companhia.


Com novas aquisições no radar desde o ano passado, a companhia liderada por João Adibe Marques aposta na entrada na categoria de perfumes e maquiagem para seguir em crescimento. Em 2023, a farmacêutica chegou a R$ 3 bilhões em receitas e lucro de R$ 248 milhões.


Em entrevista a edição de maio da revista EXAME, João Adibe falou sobre seu interesse em explorar mais o canal de vendas diretas — o antigo porta a porta.


Com R$ 600 milhões em caixa após uma emissão de debêntures divulgada no início de maio, o CEO afirmou que a sua aposta para o último trimestre de 2024 será a venda porta a porta de perfumes e maquiagem. A ideia é usar as farmácias como pequenos centros de distribuição para venda direta ao consumidor final.


Fundada em 2006, a marca de cosméticos Jequiti possui mais de 500 produtos, atualizados mensalmente com lançamentos. Perfumaria, maquiagem e cuidados diários compõe a ampla gama de produtos da marca. Um atrativo da marca é o grande número de consultoras: 260 mil em todo o país.


O mercado de venda direta emprega atualmente mais 3,5 milhões de empreendedores independentes, segundo a Associação Brasileira de Venda Direta (ABDV) e se popularizou no imaginário brasileiro com revendedoras de grandes marcas como Natura, Boticário e Avon -- e Jequiti.


4 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page